segunda-feira, 30 de abril de 2012

Como usar: saias plissadas no frio

Postado por: Bea de Luca

Com variações mil, as saias plissadas entraram no guarda-roupa há algumas temporadas e resistem para encarar mais uma estação. De seda, cetim, transparentes, esvoaçantes, lisas, estampadas... Todas dão esse efeito super estiloso ao look.

Eu e a Mabi nos aventuramos a criar produções bem modernitchas com a tendência que amamos! De looks fofos para o dia até mais elaborados para noites de festa. Para inspirar e fazer a peça render muito!

Agradecimentos mil à Ana fofíssima e à Dalla Fashion.










Ficha técnica:
Modelo: Ana
Produção: Bea e Mabi
Fotos e edição: Bea 
Roupas e acessórios: Dalla Fashion
Sapatos: Acervo pessoal

terça-feira, 24 de abril de 2012

Mania fashionista: camisa + suéter

Postado por: Bea de Luca

Friozinho dando as caras e uma ótima opção para esquentar os dias não tão gelados é o combo fashion que muita gente tá apostando por aí: camisa com suéter jogado por cima. Pode ser um suéter mais comprido ou um curtinho (bem modernex!). Brincadeira boa que aproveita a roupa que a gente já tem em casa. É só combinar!






Fotos: Connected to Fashion, Eat. Sleep. Wear., My Daily Style, Northern Lights, Late Afternoon, Morven, Dulcideia, Vanessa Jackman. 

sexta-feira, 20 de abril de 2012

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Exercício fashion: aprendendo com o look

Postado por: Bea de Luca

Esse look é muito incrível. Uma mistureba de elementos em harmonia! Cores contrastantes fazendo combinação perfeita e, em cada camada, uma textura: seda, tricô, lã, couro, ráfia, camurça. Prova de que dá para usar bastante coisa bacana de uma vez só sem ficar over. Basta ter essa atitude chic aí. Fácil não é, mas vendo e revendo imagens assim dá pra gente começar a aprimorar as produções. E é isso que o blog sempre quer. Fazer com que a gente enxergue o guarda-roupa com outros olhos e apostar em coisas novas todos os dias.



Fotos: Carolines Mode e Lee Oliveira.

domingo, 15 de abril de 2012

2 produtinhos para dar mais volume à raiz

Postado por: Bea de Luca

Se você também sofre da síndrome da raiz colada na cabeça, não posso afirmar que seus problemas acabaram (rs!), mas descobri dois produtinhos que podem ajudar a amenizá-los. No meu tempinho em Londres, dediquei-me a procurar algo para levantar a raiz. Tenho cabelo misto e a minha vive lambida. Passava toda hora na Boots - a super farmácia inglesa - e comprava um novo "volumizing". Ia pra casa e testava... Era pasta, spray, creme... Até que encontrei dois produtos que valeram a pena: o Got 2 B da Schwarzkopf e o Luxurious Volume da John Frieda.

O primeiro é mais complicado de usar porque é um pó meio grudento que deixa a raiz mais suja e por isso consegue levantá-la. É mais indicado para quando for prender o cabelo e quiser desfiar. Ele ajuda a segurar aquele topo altinho. O segundo é muito bom, virei fã. Tem que passar com o cabelo molhado e depois usar o secador, de preferência, com difusor. Funcionou super bem pra mim! Aprovados!



Foto: Bea de Luca. 

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Acessório cool: Bolsa de franja

Postado por: Bea de Luca

Nas ruas de Londres, as bolsas com franjas estavam com tudo! Toda hora passava alguém e eu dizia pra mim mesma: "Ai, cadê minha câmera que eu não trouxe!!". Minha câmera é super trambolhão e tinha horas que não dava pra carregar. Claro que bem nessas horas aparecia gente super estilosa na minha frente e eu perdia a foto. Normal, né!

Mas enfim, voltando pro assunto do post. As bolsas de franjas são super estilosas. Dão um ar meio boho ao look, mas isso não significa que o visu tem que parecer hippie ou brecholento. O contraste com peças mais românticas ou moderninhas pode dar um efeito bem interessante. Ótima peça pra apostar! Sozinha ela consegue dar um up dos bons na produção.





Fotos: Lookbook.nu, Zimbio, Bea de Luca, reprodução.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

MSB em London: The Kooples, marca para amar

Postado por: Bea de Luca

A The Kooples é uma marca de três franceses mas com uma pegada british super forte. Tem um ar preppy  misturado com rock 'n' roll e um toque retrô. Tudo num contexto bem casual-chic delicioso. A base principal das coleções é sempre a a alfaiataria (adoro!) e o styling das campanhas é bem inspirador. O nome The Kooples é uma brincadeira com a palavra "couples", por isso sempre tem casais fashion nas fotos. 

Em Londres, tem vários pontos de venda incluindo uma corner na Selfridges e uma loja na descoladex Carnaby Street. 





Fotos: Reprodução. 

MSB em London - Cursos de moda em Londres


Postado por: Bea de Luca

Desde que morei em Londres, em 2002, coloquei na cabeça que voltaria à cidade para fazer um curso de moda na Central Saint Martins. A faculdade é uma das mais conceituadas do mundo e formou gente como Alexander McQueen, Stella McCartney, Marc Jacobs, entre outros.

Minha ideia sempre foi fazer um mestrado ou alguma especialização. Mas como comecei a trabalhar, casei, etc., tive que abrir mão de algo tão grandioso e optar por um curso curto. No ano passado comecei a pesquisar muito sobre a CSM. Fiz tudo sozinha mesmo, olhando na internet, mandando emails aqui e ali. E deu bem certo! Embarquei para Londres no final de março e realizei meu sonho de estudar moda lá.




Para quem está pensando em ir e está lendo este post, considere-se sortudo, rs! Porque não encontrei em lugar algum alguém que fornecesse tanta informação quanto as que eu vou passar aqui. Este é um daqueles posts mais longuinhos (exceção à nossa regrinha sem blablablá) e é bem direcionado a quem realmente quer fazer um curso de moda em Londres, ok?

1. Escolhendo a facul.
A University of the Arts London é dividida em seis faculdades. Quem quiser ver direitinho todas entra aqui. As que têm cursos curtos de moda são a Central Saint Martins e a London College of Fashion. São diversos cursos nas áreas de business, criação e marketing. Tem para todos os gostos. Os cursos curtos geralmente acontecem na época da Páscoa, no verão europeu e na época do Natal, que são os períodos em que as faculdades entram em recesso e abrem as portas para estudantes de fora.
Eu estudei na CSM e escolhi os cursos: Fashion Design and Marketing e Fashion and Textile Forecasting. Os dois duraram uma semana cada, com aulas das 10 às 16:30 (é bem puxado).
Recomendo entrarem nos sites das duas faculdades e analisarem as opções de short courses nos períodos em que vocês estão disponíveis. Mandem email pro povo de lá se tiverem dúvidas, eles super respondem rápido.

2. Vou entender tudo?
O inglês tem que estar craque. Até dá pra ir com inglês mais ou menos, mas você vai perder muito do que os professores passam. Eles não querem saber se você é estrangeiro. Simplesmente, presumem que você está entendendo tudo e pronto. Você pode ficar lá e mosquear de vez em quando, escolha sua. Mas acho que um nível de inglês intermediário é bem interessante. Todo mundo apresenta seus trabalhos para todos os alunos, tem muita discussão em grupo, além dos muitos contatos que se pode fazer. Bem melhor se a língua estiver afiada.

3. Posso ir sozinho?
Pode sim! E brasileiro é uma praga, né, rs! Nas minhas duas turmas tinham brasileiras, todas muito gente boa e de cara a gente já se reconheceu e se juntou. Mas mesmo que não tenha gente da terra, todo mundo chega lá sozinho, na mesma situação, querendo fazer amigos e contatos. Então relaxa e não espera uma amiga te acompanhar, não. Se quiser fazer mesmo, toca ficha e mete o carão que vai dar tudo certo.



4. Onde vou ficar?
As faculdades ajudam com acomodação. Mas, no meu caso não adiantou de nada porque as accomodations da CSM estavam todas ocupadas no meu período e não tinha lugar pra mim. Aí corri pra internet e encontrei um flat pra alugar. Uma amiga topou dividir e ficamos num apartamentinho bem razoável na zona 1.

Aqui vai uma lista de tipos de acomodação e de alguns contatos que vocês podem tentar:
- Hoteis: geralmente ficam bem caros e não são muito bons. Londres é daqueles lugares que o hotel é caríssimo, se diz 4-5 estrelas, mas não te oferece nada! Bem ruim. Sugiro procurar no hotels.com, booking.com, ou qualquer outro site desse tipo. Já ouvi falar muito do hotel Easy London, que é um low-budget bem simplesinho. Dizem que quebra bem o galho.

- Aluguel de flat: foi a minha opção e eu fiz tudo pela Easy London Accomodation (www.easylondonaccomodation.com), que aceita hospedagem de curto prazo em flats em todas as regiões de Londres. O preço vai depender muito de onde você quer ficar e com quantas pessoas vai dividir. É só entrar no site, escolher short stay e as datas, que já vai aparecer o que tem disponível. Para as duas faculs, é bom ficar na zona 1 ou 2 para não perder muito tempo com transporte.
Ah! E aluguel é aquela coisa... Eles vão pedir depósito adiantado, número de cartão de crédito como segurança, etc. Eu confiei neles e deu super certo. Estavam lá me esperando quando eu cheguei cheia de malas e estavam lá no dia de sair para eu devolver as chaves. Tudo nos conformes.

- Dividir casas: é muito comum em Londres você alugar um quarto ou mesmo uma cama em uma casa que já tem gente morando. O pessoal do Cortisso (www.cortisso.com), uma empresa de brasileiros em Londres, pode ajudar com isso. Eles mandam fotos, endereço, tudo para você escolher. Quem não se importa em dividir a casa com outras pessoas, pode escolher esta opção. É muito mais em conta que as outras acima, com certeza, e ainda você pode conhecer gente nova que já sabe todos os truques da cidade.

5. O mais importante: quanto custa?
Tudo vai depender do seu orçamento. Barato não vai ser porque a libra está batendo os três reais hoje, então, tudo é x3.

O que você precisa calcular:
- Preço do curso: custam em média 385 libras por semana. Existem cursos mais longos e mais curtos, aí o preço sobe ou diminui. Mas a grande maioria é de uma semana e vai custar 385 libras por curso.

- Passagem: dependendo da época do ano, pode ser muito mais cara. Nessa época de Páscoa é baixa temporada, então fica mais em conta comprar ou pegar por milhas.

-Hospedagem: depende muito de onde você vai ficar. Desde 200 libras a semana para dividir casa até 200 libras por dia em hotéis melhores. Faça a sua opção e calcule.

- Alimentação: na Central Saint Martins de King’s Cross (onde eu estudei) tem um refeitório ótimo onde o almoço saía só quatro libras e era super saudável. Perfeito! Mas não é assim em todos os lugares... Para um orçamento enxuto e comida sem frescura, pode calcular umas 20 libras (para almoço, jantar e um cafezinho) por dia que dá tranqüilo. Mas, lembrando, isso é sem frescuras!

- Transporte: para o cartão de metrô e ônibus (zona 1 e 2) se paga 34 libras por semana. Aí usa à vontade. No site do www.tfl.gov.uk dá pra ver os preços das tarifas.

- Materiais: talvez você precise comprar algum material para o curso como revistas, tesoura, papel, cola... essas coisas. Mas eles vão mandar antes por email, então dá pra levar daqui. E mesmo que tenha que comprar lá, não se gasta mais do que 50 pounds, por curso, com materiais.

6. Resumindo: Vale a pena?
Vale! E muito! As faculdades são maravilhosas, os professores são demais! Você conhece muita gente esperta e respira moda meeesmo! Vou dizer que meu curso de Fashion Marketing colocou minha pós-graduação aqui no Brasil no chinelo. Isso que fiz o curso de uma semana! Recomendo muito mesmo.
Quem quiser mais informações, pode me mandar email. Tem o contato ali em cima no blog. Pode me escrever que eu ajudo no que puder – e quem sabe embarco junto! To louca pra fazer mais! ;)

7. Recomendação final
Os cursos são bem puxados, tem trabalho pra fazer, projeto para entregar... E quando você tiver tempo livre, a maioria das coisas em Londres vai estar fechada: lojas fecham às seis (no verão fecham mais tarde) e museus só admitem entrada até às 5. Então, não cometam o erro que eu cometi. Coloquem no tempo da viagem alguns (muitos talvez) dias livres para aproveitar a cidade. Senão fica tudo muito corrido. E você vai estar em Londres, oras! Tem que ver tudo o que aquela cidade magnífica te proporciona.

Os professores vão dar dicas de exposições, lojas descoladas, etc. Programe-se para ter dias inteirinhos livres e visitar esses lugares bacanas. Pode ser que saia um pouco mais caro, que seu chefe reclame do tempo que você vai ficar fora... Mas quando você estiver lá vai chorar se tiver que vir embora sem ter aproveitado tudinho que tinha direito (eu chorei, rs!).




Fotos: Bea de Luca. 

terça-feira, 3 de abril de 2012

Moda kids: Gucci para amar!

Postado por: Gabi Búrigo

Pesquisando coisinhas fofas de bebês, encontrei tudo isso no site da Gucci. Não são só as bolsas para as mamães levarem tudo que o bebê precisa, tem também porta mamadeira, mantinhas, trocador e canguru! Muitas opções de presentinhos também, como babeirinhos fofos ou acessórios para o cabelo! Não dá vontade de ter bebê?






Gostou? www.gucci.com